sexta-feira, 9 de maio de 2014

Dia 16: 1997 - O Dia Em Que Faremos Contato (Lenine)


O Disco de Hoje é de outro planeta, ouvi dando uma corridinha e me re-apaixonei por ele. Meu ritmo subia e descia, acompanhando as excelentes músicas dele. O Lenine é, na minha opinião, um dos caras da "velha guarda" no Brasil que mais está produzindo coisa boa atualmente. 

Por que velha guarda? O Lenine só explodiu para a maior parte das pessoas por volta do ano 2000, com o album "Na Pressão", trilha sonora de novela. Mas tem uma longa carreira, com o primeiro disco lançado em 1983, em parceria com Lula Queiroga (um disco meio estranho na minha opinião). Daí ficou 11 anos sem lançar um disco, voltando a gravar em 1994 o encantador "Olho de Peixe", disco em parceria com Marcos Suzano. E daí prá frente, só coisa boa, mas eu sou suspeito para falar, porque realmente AMO a música do Lenine.

Vamos para o "O Dia em que Faremos Contato". Lançado em 1997, deu uma boa arejada na fraca MPB da década de 90, injetou uma energia que estava faltando. É o disco que tem uma das músicas mais queridas (e populares) do Lenine, "Hoje Eu Quero Sair Só". Tem "Candeeiro Encantado" que revisita a história de Lampião, contada de várias formas em muitas músicas brasileiras. Uma que eu gosto muito, pela viagem da letra, música única com o pandeiro inconfundível do Suzano é "O Dia Em Que Faremos Contato", que parece ter uma ligação de tema com "O Marco Marciano" que tem influência musical clara dos repentistas nordestinos. "Dois Olhos Negros" é excelente, guitarra forte, ritmo marcante.

Aí vai o clipe de "Dois Olhos Negros". Talvez você queira o disco completo.