domingo, 31 de maio de 2015

Dia 77: 2014 - Natália Matos (Natália Matos)


Me apaixonei pelo Disco de Hoje já na primeira música. Como é bom se apaixonar, querer ver, rever, sentir, ouvir, mais e mais e mais... E de quebra cheguei no Pará, que aparece aqui no Disco de Hoje pela primeira vez. Natália Matos abre o disco com a excelente "Cio", do Kiko Dinucci, em uma versão cheia de suingue, baixo e baterias marcantes, numa sensualidade que eu não tinha sentido na versão que eu conhecia, do Duo Moviola:
Unha no tapete
Arranhando o carinho que não há
Corpo se aninhando
Contraindo pro cio transbordar
Vermelho 
Ela está muito bem acompanhada. "Com produção de Guilherme Kastrup e participações de Zeca Baleiro, Rodrigo Campos, Kiko Dinucci e Felipe Cordeiro, o disco “Natália Matos” traz canções inéditas de Dona Onete e Romulo Fróes unindo a estranheza pop de São Paulo com o suingue irresistível do Pará."

A paraense traz "Coração sangrando", da Dona Onete,  doloroso como ela só, colocando mais brega com a participação de Zeca Baleiro e  belezura com o sax único do mineiro Thiago França.

"A Flor do Segredo" é de autoria de outro paraense clássico, que eu não conhecia, o Almirzinho Gabriel, e é altamente recomendável, música, arranjos, letra e a voz da Natália...
Num segundo tu me ensinas quase tudo
Eu prometo, no próximo ponto eu desço
Eu me mudo
A gente quase combina
A flor do segredo é rimar por dentro
E tem mais um montão de coisa boa. Tem música dela, tem Arnaldo Antunes, Rômulo Froes... Dá uma ouvida aí no tubius, e se você for esperto, adquira O Disco de Hoje oficialmente e dá uma olhadinha no site da moça.