sábado, 14 de junho de 2014

Dia 31: 2006 - Super Duper (Trash Pour 4)



Como o título do album mesmo diz, o Disco de Hoje é super mega alegrinho. "Super Duper" é o segundo album do quarteto "Trash Pour 4" um quarteto paulista que baseia sua produção na reciclagem de grandes sucessos nacionais e internacionais. Portanto, o Disco de Hoje é só de "covers"? Não sei se podemos chamar de "cover" a completa transformação descompromissada que o "Trash Pour 4" faz nas músicas. E com execução instrumental bonita e bem arranjada, com baixo, teclado, bandolim, violino, guitarra e uma baterista (mulher, oba!), com o vocal suave de Natália Mallo.

E a seleção musical... "Lithium" do Nirvana, ganha uma versão num chorinho, bem calminho, bem gostoso de escutar. "Whats Up" do Guns N' Roses super prá cima. O que mais me impressiona foi o que fizeram com "Geni e o Zepelin", onde já se viu cantar "ela dominou seu asco, ele fez tanta sujeira, lambuzou-se a noite inteira até ficar saciado" de uma forma tão alegre? A música acaba contradizendo a letra, e parece cantar sob o ponto de vista dos cidadãos do "cidade", não da "Geni", como eu estava acostumado pelo Chico Buarque. Temos dois grandes sucessos da "Madonna", "Like a Virgin" e "Careless Whisper", "Fala" do "Secos e Molhados" e "Is This Love" do Bob Marley totalmente reconstruídos. Tem também umas três músicas que eu acho bem chatas, mas o disco vale a pena.

Se ler o capítulo anterior já confunde o cérebro (como juntar tudo isso num Álbum?), imagina a confusão da forma como é tocada?

Então, entubia o Nirvana aí, ou abaixe o Disco de Hoje.